Reunião para aprovar versão final edital do leilão de 5G será no dia 13, diz Anatel

Foto: Tan Aikhong / freeimages.com

São Paulo – A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) remarcou para a próxima segunda-feira, 13 de setembro, às 13h, a reunião extraordinária do seu conselho diretor que tratará de ajustes à minuta de edital de licitação para a disponibilização de espectro de radiofrequências para a prestação de serviços de telecomunicações, inclusive por meio de redes 5G.

O edital foi encaminhado em 12 de novembro de 2020 para deliberação pelo conselho diretor da Anatel. Em 25 de fevereiro de 2021, a proposta foi aprovada pelo colegiado e, em seguida, encaminhada à apreciação do Tribunal de Contas da União (TCU) – que deliberou sua aprovação em 25 de agosto de 2021. A versão definitiva do edital seria apreciada nesta sexta-feira (10), mas a reunião extraordinária foi cancelada.

ANÁLISE

O leilão de 5G, considerada a maior oferta de espectro da história da Anatel, pode beneficiar mais as operadoras Vivo e TIM, segundo análise da Genial Investimentos.

Entre as três maiores operadoras de telecom do País, no curto prazo, a mais beneficiada seria a Vivo, da Telefônica Brasil, por sua forte dominância com a tecnologia de fibra óptica que é extremamente compatível às redes 5G.

Já no longo prazo, a análise considera que a TIM tiraria as melhores sinergias do negócio devido à sua baixa participação de mercado atual em fibra e potencial para crescer nesse setor ao mesmo tempo em que o 5G começaria a ser implementando. “Assim, ambas as infraestruturas poderiam ser consideradas conjuntamente aproveitando o melhor dos dois mundos (diferentemente do caso da Vivo, em que os projetos de fibra foram realizados independentemente da adoção do 5G)”, disseram os analistas da Genial, em relatório sobre o leilão.

Já Oi é a que menor agregaria valor utilizando a tecnologia do 5G, tendo em vista seu foco especificamente na expansão de fibra óptica e seu plano de reestruturação, considerando até a venda de seus ativos móveis.

*A nota foi atualizada às 18h22 para incluir a nova data da reunião do conselho diretor da Anatel.