Alemanha e França prometem mais investimentos para a Otan

168
O presidente da França, Emmanuel Macron / Foto: Palácio do Eliseu

São Paulo — A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e o presidente da França, Emmanuel Macron, reafirmaram seu comprometimento em direcionar pelo menos 2% de seu Produto Interno Bruto (PIB) para a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), prometendo uma maior participação financeira na aliança.

Os dois líderes também expressaram o desejo de investir mais na defesa regional, dizendo que os Estados Unidos por muito tempo contribuíram de forma desproporcionalmente maior para a questão.

“É de extrema importância voltarmos a cumprir integralmente com nosso compromisso de 2% do PIB para a Otan e assumimos essa responsabilidade”, disse Merkel em videoconferência durante a Conferência de Segurança de Munique.

De acordo com a chanceler, o comprometimento é importante para garantir a confiança dos outros países em relação à Europa e para melhor preparar o grupo para lidar com assuntos como as negociações com a China e o Irã.

“Temos o interesse comum de reconstruir a agenda de segurança internacional e devemos começar a fazer isso agora”, disse Macron na mesma conferência.

“Por muito tempo, o fardo da Otan foi carregado em sua maior parte pelos Estados Unidos. Sabemos que não deve ser assim e, assim como a Alemanha. A França acredita ser importante ampliar os gastos com segurança”, disse ele.

Segundo Macron, o investimento deve ser usado para fortalecer a entidade para lidar com questões de segurança virtual e espacial. “Essas duas áreas ainda permanecem nebulosas em questões regulamentares. É preciso tomar ações para garantir a soberania dos estados em cada uma delas”, concluiu.