Alemanha amplia lockdown para até 31 de janeiro

193
A chanceler da Alemanha, Angela Merkel / Foto: Governo Federal da Alemanha

São Paulo — A chanceler alemã, Angela Merkel, anunciou em entrevista coletiva a extensão do estado de lockdown do país para até 31 de janeiro em vista do recente aumento nos casos de covid-19.

As primeiras medidas para conter a segunda onda foram adotadas em novembro, mas já no início de dezembro, Merkel reconheceu que o “lockdown parcial” não foi suficiente para conter o vírus.

Entre as medidas, estão a proibição de moradores de se distanciarem por mais de 15 quilômetros de seus lares se estiverem em regiões de foco, limitação de encontros privados, obrigação de realizar dois testes de covid-19 para viajantes chegados de áreas de risco, entre outras.

Na Alemanha, as contaminações por coronavírus já somam 1.787.410, tendo registrado uma alta de 11.897 em um dia, de acordo com dados do Instituto Robert Koch, agência responsável pelo controle e prevenção de doenças no país. As mortes provocadas pela doença subiram em 944 em 24 horas, para 35.518.

O ministro da Saúde da Alemanha, Jens Spahn, já havia dito à televisão alemã no fim de semana que era provável que autoridades concordassem em estender as restrições quando os líderes regionais se reunissem hoje.