Acordo entre Carrefour e autoridades por morte de cliente negro avança

Foto divulgação: Carrefour

São Paulo – O Carrefour informou que está avançando nas tratativas com autoridades públicas e associações civis para a celebração de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) em função do assassinato de um cliente negro em uma unidade da rede no ano passado.

Segundo a empresa, o acordo envolve o montante de R$ 120 milhões (já majoritariamente provisionados pela companhia), a serem desembolsados ao longo dos próximos anos.

Em 19 de novembro de 2020, véspera do Dia da Consciência Negra, João Alberto Freitas foi espancado e morto no supermercado localizado no bairro de Passo D’ Areia, em Porto Alegre (RS), por vigias que prestavam serviço de segurança à empresa.

Dias depois, o Grupo Carrefour Brasil anunciou a criação de um fundo para promover a inclusão racial e o combate ao racismo, com aporte inicial de R$ 25 milhões.