Ações da Oi voltam a ser negociadas acima de R$ 1 após nove dias e sobem mais de 16%

Por Danielle Fonseca

São Paulo – As ações ordinárias da Oi sobem mais de 16% hoje e voltaram a ser negociadas acima de R$ 1,00 depois de nove dias consecutivos abaixo desse valor. Especulações de que há novos interessados em comprar a companhia, como a norte-americana AT&T, ajudam na recuperação dos papéis da operadora de telefonia.

Divulgação: telecom Oi

Às 15h39 (horário de Brasília), as ações ordinárias da Oi (OIBR3), que possuem maior liquidez, avançavam 16,32%, a R$ 1,14. Ontem, os papéis já haviam subido 19,51%, fechando R$ 0,98. Mesmo com as fortes altas dos últimos dois dias e voltando a ser cotada acima de R$ 1,00, as ações devem fechar com queda em agosto, sendo que até ontem, acumulavam perdas de 37,18% no mês.

Caso os papéis continuassem a ser negociados abaixo de R$ 1,00 por trinta dias seguidos, a B3 poderia notificar a companhia para adequar a cotação, em um processo que poderia culminar com a sua deslistagem da Bolsa.

“O movimento de alta nas ações vem da veiculação de notícias especulando sobre possibilidades de interessados na compra da companhia. Nesta quinta-feira foi a vez da AT&T. No entanto, já tivemos interessados entre os chineses e também concorrentes brasileiros que estariam de olho no fatiamento da operação e da compra seletiva de ativos”, disseram os analistas da Levante Investimentos, em relatório.

O presidente da AT&T, Randall L. Stephenson, se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, na última quarta-feira, o que alimentou as especulações.

Hoje, matéria do jornal “Valor Econômico” também afirma que a Oi
trabalha para fechar na próxima semana a escolha da instituição financeira que será responsável por estruturar uma operação de captação de dívida garantida.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com