Acionistas da Smiles convocam assembleia por ação de responsabilidade

201
Foto divulgação. Smiles

São Paulo – Os acionistas minoritários da Smiles pediram ao conselho de administração da companhia a convocação de uma assembleia geral extraordinária para discutir a aprovação de uma ação de responsabilidade civil contra conselheiros e executivos devido a um contrato de compra e venda antecipada de passagens aéreas com aquisição de créditos da Gol, no valor de R$ 1,2 bilhão.

Os acionistas ainda pretendem que seja deliberada a constituição de um comitê independente para a negociação dos termos e condições da proposta de reorganização societária feita pela Gol.

A ação de responsabilidade seria contra Constantino de Oliveira Junior, Joaquim Constantino Neto, Ricardo Constantino, Cláudio Eugênio Stiller Galeazzi, André Coji, Leonardo Dutra de Moraes Horta, Leonardo Porciúncula Gomes Pereira e Edmar Prado Lopes Neto.

O conselho de administração, por sua vez, disse que a ação de responsabilidade sugerida “é completamente infundada”, já que o contrato citado foi recomendado por membros de comitê independente da Smiles e foi aprovado por parecer jurídico contratado pela companhia. O conselho também considerou ilegal os conselheiros Constantino de Oliveira Júnior, Joaquim Constantino Neto e Ricardo Constantino serem alvo da ação, pois não intervieram na aprovação.

Porém, o colegiado entendeu que é direito dos minoritários convocar a assembleia, que será realizada no dia 5 de fevereiro.