Ação da Petrobras sobe após resultado operacional

São Paulo – Após a divulgação dos resultados operacionais relativos ao primeiro trimestre, as ações da Petrobras ficam entre as principais altas do Ibovespa, com analistas à espera de bons resultados e sinais mais claros sobre a nova administração da estatal. Às 13h11 (horário de Brasília), as ações PETR4 e PETR3 subiam 2,12% e 1,84%, a R$ 23,59 e R$ 23,16.

O Bank of America (BofA) e o BTG Pactual mantiveram a recomendação neutra para para os papéis da companhia, na expectativa de que a companhia alcançaráníveis mais altos de produção e exportação no futuro, com um nível de manutenção mais baixo.

“A chave para lidar com a flutuação do estoque está na gestão da política de preços e a vendas de ativos da companhia”, disse o BofA, em relatório.

O analista Frank McGann destacou que a queda anual de 5,3% na produção de petróleo resultou do maior nível de manutenção das plataformas, o que, por sua vez, contribuiu para a redução das exportações de petróleo bruto, que caíram 37% na mesma base de comparação, e para o menor volume total de vendas.

A expectativa em relação à nova administração também está inserida na avaliação do BTG, que espera que o discurso inaugural do novo CEO traga as diretrizes da empresa para o futuro.

“Sua capacidade de reconciliar o necessidade de uma política de preços coerente com as pressões políticas será fundamental, juntamente com sua capacidade e/ou vontade de avançar com venda de refinarias antes do país ficar muito preocupado com as eleições”, disseram os analistas Thiago Duarte, Pedro Soares e Daniel Guardiola.

Já a XP manteve a recomendação de venda e o preço-alvo das ações, devido a avaliação neutra em relação ao resultado operacional.

“Por um lado, os números de produção ficaram abaixo na comparação anual devido aos desinvestimentos e ao declínio natural de produção. Por outro lado, vemos como positiva a maior taxa de utilização de refinarias reportada pela companhia na comparação anual”, disse a XP, em relatório.