Ação da Embraer salta 15% com possível fusão de subsidiária

Divulgação: Embraer jato E195-E2

São Paulo – As ações da Embraer dispararam e mostram a maior alta do Ibovespa depois que a companhia confirmou que a sua subsidiária Eve Urban Air Mobility Solutions iniciou negociações relacionadas a uma possível combinação de negócios com a Zanite Acquisition Corp, uma companhia de capital aberto dos Estados Unidos com propósito específico para aquisição.

Segundo informações divulgadas ontem (9) pela agência de notícias “Bloomberg”, a fusão teria o valor estimado em US$ 2 bilhões.

“As negociações com a Zanite estão em curso. A companhia não pode prever se a Eve chegará a um acordo definitivo ou quais serão os seus termos”, disse a Embraer em fato relevante.

Na avaliação de Luis Sales, da Guide Investimentos, o negócio é positivo para a Embraer. “A Embraer vem investindo em novas vertentes de tecnologia, e com a possível fusão, a Eve, da fabricante de aviões, com a Zanite, a empresa irá conseguir gerar maior valor, além de estar entrando em um novo mercado muito específico”, disse o analista em relatório.

O BTG Pactual também está mais otimista e destaca que o valor da nova companhia que surgirá com a fusão (US$ 2 bilhões) é quase o valor de mercado da Embraer, representando uma importante opção de compra para a empresa.

“Apesar da recomendação neutra que temos, a recuperação da demanda da aviação comercial nos Estados Unidos e na Europa (devido à vacinação) e o aumento da conscientização de valor sobre a unidade está nos levando a nos tornarmos cada vez mais otimistas com o nome”, afirmaram em nota a clientes.

Às 12h13 (horário de Brasília), os papéis da companhia (EMBR3) tinham alta de 14,97%, a R$ 19,88.