Votação da privatização da Eletrobras ficará para 2019, diz presidente da Câmara

11/07/2018 10:13:48

Por: Eliane Leite / Agência CMA (e.leite@cma.com.br)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). (Alex Ferreira / Câmara dos Deputados)

São Paulo – O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, após acordo com parlamentares, deixará para a próxima legislatura a votação do projeto para privatização da Eletrobras. Ontem, após aprovação do projeto para a venda de distribuidoras de energia das regiões Norte e Nordeste, ele disse que a privatização da estatal não será votada no plenário da Câmara neste ano.

“O acordo quanto a não votação do projeto da Eletrobras está garantido, nós não votaremos neste ano”, disse Maia em plenário, segundo informações da “Agência Câmara”.

De acordo com Maia, as negociações para o adiamento da votação sobre a privatização da Eletrobras começaram na semana passada, quando os líderes se comprometeram a deixar o tema para depois das eleições.

A privatização da Eletrobras era uma das prioridades legislativas do governo de Michel Temer. O relator da proposta, deputado José Carlos Aleluia
(DEM-BA), já apresentou relatório autorizando a empresa a lançar novas ações para diminuir a participação do governo na estatal, mas deve se
manifestar sobre as emendas apresentadas na comissão especial, onde tramita o texto.

Com a privatização da Eletrobras, a ideia do governo é ter menos de 50% das ações, mas ainda assim ser o maior acionista da empresa. No entanto,
deixará de ter o controle sobre as decisões da companhia, mas terá direito à chamada “golden share”, que permite opinião em decisões importantes e a
indicação de um membro adicional ao conselho de administração.

[ CMIG3 CMIG4 CESP3 CESP5 CESP6 CPLE3 CPLE5 CPLE6 CPFE3 ELET3 ELET5 ELET6
ELPL3 ELPL4 ENBR3 LIGT3 TBLE3 ]

Deixar um comentário