Vendas no varejo sobem em abril e superam previsão

13/06/2018 10:20:08

Por: Olívia Bulla / Agência CMA

varejo

Foto: USP Imagens

São Paulo – As vendas do comércio varejista restrito, que excluem veículos e material de construção, subiram pelo segundo mês consecutivo em abril, em 1,0% em relação a março, segundo informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado ficou acima da previsão de alta de 0,5%, conforme a mediana projetada pelo Termômetro CMA.

Na comparação com abril de 2017, as vendas no varejo cresceram pelo décimo terceiro mês consecutivo, em 0,6%, no ritmo mais lento no período. O resultado contrariou a mediana das previsões, de queda de 0,35%. Com isso, as vendas no varejo restrito acumulam altas de 3,4% no ano e de 3,7% em 12 meses, até abril.

Segundo o IBGE, o desempenho do setor em abril leva em conta o “efeito do deslocamento da Páscoa”, que exerceu influência negativa nas vendas neste ano. Entre as atividades pesquisadas, todas as oito registraram taxas positivas na passagem de março para abril, com destaque para equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (+4,8%) e combustíveis e lubrificantes (+3,4%).

Na comparação anual, houve crescimento em apenas três das oito atividades pesquisadas, com destaque para artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (+10,3%) e móveis e eletrodomésticos (+5,6%). Na outra ponta, destaque para a queda em tecidos, vestuário e calçados (-7,3%). Outros dois segmentos ficaram praticamente estáveis.

Entre os locais pesquisados, o comércio varejista restrito avançou em 14 das 27 unidades da federação em abril em relação a março, com destaque, em termos de magnitude, para São Paulo (+3,6%) e Rondônia (+2,8%). Em relação a abril de 2017, houve avanço em 16 das 27 unidades da federação, com destaque para Tocantins (+13,8%) e novamente Rondônia (+7,9%).

Edição: Gustavo Nicoletta (g.nicoletta@cma.com.br)

 

Deixar um comentário