Venda de residências novas em SP sobe 48,7% em abril, diz Secovi

12/06/2018 20:01:22

Por: Allan Ravagnani / Agência CMA

São Paulo – A venda de residências novas aumentou 48,7% em abril quando comparado ao mesmo período do ano passado, enquanto na comparação mensal é a queda é de 31%, de acordo com a pesquisa do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi). No período, foram vendidas 1.802 unidades.

No acumulado de 12 meses – entre maio de 2017 e abril de 2018, foram vendidas 27.319 unidades, um aumento de 70,8% ante igual período de 2017, quando as vendas totalizaram 15.997 unidades.

O setor imobiliário foi responsável pela elevação dos postos de trabalho na construção civil de janeiro a abril -, com 37.324 contratações no período, invertendo a tendência de queda registrada durante quatro anos consecutivos. O ritmo de vendas das novas unidades nos primeiros quatro meses do ano continua positivo, com 7.555 unidades vendidas.

LANÇAMENTOS

De acordo com a Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), foram lançadas 1.181 unidades residenciais na cidade de São Paulo em abril, volume 6,7% inferior ao resultado de março e 11,6% acima de abril do ano passado. Nos últimos 12 meses (de maio de 2017 a abril de 2018), foram
lançadas 31.299 unidades na capital paulista, 53,5% acima das unidades lançadas no período anterior.

O índice Vendas Sobre Oferta (VSO) acumulado de 12 meses atingiu 51,4% em abril, comportamento que não era registrado desde junho de 2014.

EXPECTATIVAS

“Algumas decisões podem dar vigor ao mercado imobiliário, como a calibragem da Lei de Zoneamento de São Paulo e a retomada da aprovação de projetos após a derrubada, pelo Tribunal de Justiça, da liminar que impedia o uso do ‘direito de protocolo’ na Capital”, diz o vice-presidente de Incorporação Imobiliária e Terrenos Urbanos do Secovi-SP, Emilio Kallas.

Outra medida que contribui para melhorar o ambiente de negócios do setor foi à aprovação, no último dia 6 de junho, do PL 1220/2015, que disciplina os distratos (rescisão unilateral de contrato de compra e venda).

Edição: Leandro Tavares (leandro.tavares@cma.com.br)

Deixar um comentário