Usiminas ainda não decidiu sobre retomada de alto-forno em Cubatão

11/07/2018 15:29:16

Por: Eliane Leite / Agência CMA

Produção de fosfato monoamônico em Piaçaguera, Cubatão (SP) (Foto: Agência Vale)

São Paulo – A Usiminas não tem definição sobre a data da retomada das atividades do alto-forno em Cubatão (SP), afirmou em comunicado em resposta à matéria do “Valor Econômico”, ontem, que noticiou que a companhia investiria R$ 1 bilhão para retomar as atividades de áreas primárias da usina em até dois anos.

Em comunicado, a Usiminas diz que desde a decisão pela interrupção temporária das atividades, em 2015, avalia as condições de mercado para decidir sobre a retomada dos trabalhos, mas no momento não tem nenhuma decisão a respeito.

Em outubro de 2015, a companhia decidiu interromper as atividades primárias de Cubatão gradualmente para se reposicionar em um “novo patamar de escala e competitividade” diante do cenário crescente de deterioração do mercado siderúrgico.

Na ocasião, a usina de Cubatão deixou de produzir placas, mas manteve a atividade de laminação a quente e a frio e as operações relacionadas ao terminal portuário.

Eliane Leite / Agência CMA (e.leite@cma.com.br)

Deixar um comentário