Trump volta a pedir que Fed corte juros de forma rápida e mais ampla

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump fez novas críticas ao Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), dizendo que o banco é orgulhoso demais para admitir erros e pressionando a instituição por cortes maiores na taxa básica de juros do país.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Foto: Divulgação/ Casa Branca

“Mais três bancos centrais reduziram os juros. Nosso problema não é a China. Estamos mais fortes do que nunca, o dinheiro está sendo despejado nos Estados Unidos, enquanto a China está perdendo empresas aos milhares para outros países, e sua moeda está sob cerco”, disse Trump, no Twitter.

“Nosso problema é um Federal Reserve que é muito orgulhoso para admitir seu erro de agir rápido demais e apertar demais (e que eu estava certo!). Eles devem cortar os juros de forma maior e mais rápida, e parar o seu ridículo aperto quantitativo agora. A curva de juros está em uma margem muito ampla e não há inflação!”, acrescentou.

“Incompetência é uma coisa terrível de assistir, especialmente quando as coisas poderiam ser resolvidas muito facilmente. Vamos vencer de qualquer maneira, mas seria muito mais fácil se o Fed entendesse, e eles não entendem, que estamos competindo contra outros países, e todos querem se dar bem às nossas custas!”, concluiu o presidente.

Trump têm criticado o banco central com frequência, por não reduzir ainda mais os juros para estimular a economia norte-americana. Na semana passada, o Fed cortou os juros em 0,25 ponto percentual (pp), para a faixa entre 2,0% e 2,25%. Hoje, os bancos centrais da Nova Zelândia, Índia e Tailândia também reduziram juros.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com