Trump diz que sanções contra o Irã vão aumentar em breve, substancialmente

Por Carolina Pulice

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Foto: Divulgação/ Casa Branca

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que vai impor novas sanções contra o Irã por conta do anúncio da volta de enriquecimento de urânio pelo país do Oriente Médio.

“O Irã tem “enriquecido” secretamente, em uma total violação do acordo de US$ 150 bilhões feito por John Kerry e a administração de Obama.

Lembrem-se, este acordo expirou em poucos anos. Sanções vão aumentar em breve, e substancialmente”, disse pelo Twitter.

O comentário faz parte de uma série de críticas do governo norte-americano ao anúncio do Irã de retomada do enriquecimento de urânio pelo país, em convergência com o anúncio da saída de partes do acordo nuclear assinado em 2015 com os Estados Unidos.

Mais cedo, a embaixadora dos Estados Unidos nas Organizações Internacionais em Viena, Jackie Wolcott, pediu para que outros países se engajem nas negociações com o Irã.

De acordo com Jackie, as ações do Irã merecem atenção imediata do conselho, uma vez que afeta a estabilidade e segurança regional, e deve ser uma grande preocupação para todos que apoiam a Agência e o acordo de não proliferação nuclear.

O discurso ocorre após o governo iraniano ter anunciado a retomada do enriquecimento de urânio no país, ultrapassando os limites impostos pelo acordo nuclear de 2015, em que os Estados Unidos saíram em maio do ano passado.