Trump pede um grande corte na taxa de juros do país

Por Carolina Gama

São Paulo – No primeiro dia de reunião do Federal Reserve (Fed), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a pressionar a autoridade monetária ao afirmar que espera uma ação agressiva por parte do banco central norte-americano.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Foto: Divulgação/ Casa Branca

“Gostaria de ver um grande corte”, disse Trump em breve declaração a repórteres na Casa Branca. “Estou decepcionado com o Fed. Acho que eles agiram rápido demais e já provei que estou certo. O Fed frequentemente está errado”, acrescentou.

Atualmente, a taxa de juros nos Estados Unidos está na faixa entre 2,25% e 2,50% ao ano. O presidente do Fed, Jerome Powell, já sinalizou que o banco central pode afrouxar a política monetária diante da desaceleração econômica global, das incertezas comerciais e da inflação branda no país.

Falando aos repórteres, Trump disse ainda que espera que o Fed suspenda imediatamente a redução gradual de seu balanço de ativos de US$ 3,8 trilhões, ao qual chamou de aperto quantitativo. “Gostaria de ver o aperto quantitativo parar imediatamente”, afirmou Trump.

O Fed deve anunciar sua decisão de política monetária amanhã, às 15h (de Brasília). A aposta do mercado em um corte de juros de 0,25 ponto percentual é de 77%, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group. Uma ação mais agressiva, com um corte de 0,50 pp, não está totalmente descartada, com 23% das apostas.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com