Trump diz que chineses estão indo para os EUA para assinar acordo comercial

Por Carolina Pulice

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Foto: Gage Skidmore/ Flickr

São Paulo – O presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que foi comunicado de que o vice-premiê da China, Liu He, está indo para os Estados Unidos para assinar o acordo comercial, após um início de semana de incertezas sobre os desdobramentos das negociações entre os países.

“A China nos informou que eles (vice-premiê) estão vindo para os Estados Unidos para assinar o acordo. Nós vamos ver, mas estou muito feliz com os mais de US$ 100 bilhões por ano em tarifas entrando nos cofres do país…ótimo para os Estados Unidos, não tão bom para a China”, afirmou em seu Twitter.

O comentário é uma resposta de Trump ao comunicado de que Liu He iria aos Estados Unidos, na quinta-feira, para retomar as negociações comerciais com o país, apesar da ameaça de aumentar as tarifas sobre produtos chineses a partir de sexta-feira.

Segundo Trump, o motivo pelo qual a China estava tentando voltar atrás nas negociações era a “esperança” de que eles poderiam negociar com o pré-candidato à presidência Joe Biden ou “alguém do fraco [partido] democrata”, em uma referência ao próximo mandato presidencial. Segundo ele, a tentativa de adiar a negociação seria para “roubar dos Estados unidos (US$ 500 bilhões por ano) nos próximos anos”. “Adivinhem, isso não vai acontecer”, disse.

No domingo, Trump anunciou que iria aumentar de 10% para 25% as tarifas a US$ 200 bilhões em bens importados da China, além de aplicar novas taxas a produtos antes isentos, citando que as negociações comerciais estão avançando muito lentamente. A informação foi confirmada na segunda-feira pelo representante comercial norte-americano, Robert Lighthizer.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com