Trump critica Powell após declaração sobre ciclo de afrouxamento

Por Carolina Gama

São Paulo – O presidente norte-americano, Donald Trump, não poupou críticas ao presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central do país), Jerome Powell, após a sinalização de que o corte de juros anunciado hoje não é o início de um ciclo de afrouxamento monetário.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump/ Foto: Divulgação/ Casa Branca

“O que o mercado queria ouvir de Jay Powell e do Federal Reserve é que esse era o começo de um longo e agressivo ciclo de corte de juros que acompanharia a China, a União Europeia e outros países ao redor do mundo”, disse Trump no Twitter.

“Como de costume, Powell nos decepcionou, mas pelo menos ele está terminando o aperto quantitativo, que não deveria ter começado em primeiro lugar – sem inflação. Nós estamos ganhando de qualquer maneira, mas eu certamente não estou recebendo muita ajuda do Federal Reserve”, acrescentou.

Após a decisão de cortar a taxa de juros em 0,25 ponto percentual (pp), para a faixa entre 2,00% e 2,25% ao ano, e antecipar o fim da redução gradual do balanço em dois meses, para agosto, Powell disse que a decisão não representava o início do ciclo de acomodação nos Estados Unidos.

“O comitê está realmente encarando essa decisão como uma forma de ajustar a política a uma postura um pouco mais acomodatícia para promover três objetivos: garantia contra os riscos negativos, apoio à economia e à inflação. Achamos que o corte de juros de hoje servirá a esses objetivos. Estamos encarando essa decisão como a natureza de um ajuste de ciclo intermediário da política monetária”, disse Powell na coletiva de imprensa.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com