Trump apoia discurso de Williams sobre corte de juros

Por Carolina Pulice

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que concorda com a fala do presidente a unidade do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de Nova York, John Williams, sinalizando apoio a um corte da taxa de juros.

O presidente da unidade do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de Nova York, John Williams. Foto: Divulgação/ Fed Nova York

“Eu gostei da primeira fala do presidente do Fed de Nova York John Williams mais do que a segunda. Seu primeiro comentário está 100% correto de que o Fed ‘aumentou’ [a taxa de juros] muito rápido e muito cedo. Também tem que parar com este louco aperto monetário”, disse Trump no Twitter.

“Estamos em um mundo de competição, e de ganhar, mas isso não acontece graças ao Federal Reserve. Se eles não tivessem agido tão rápido e ‘muito’, estaríamos muito melhor do que estamos agora. Esta é a nossa chance de construir uma riqueza sem paralelos e um crescimento de sucesso para os Estados Unidos, o que reduziria o percentual da dívida”, completou. Trump disse ainda que quase não há inflação no país.

Ontem, o presidente do Fed de Nova York disse que, em um ambiente de taxas de juros historicamente baixas, os bancos centrais devem enfrentar qualquer sinal de fragilidade de forma rápida e agressiva.

Mais tarde, o porta-voz do Fed de Nova York afirmou que a fala de Williams era apenas teórica e não tratou da política monetária de julho.

Atualmente, a taxa básica de juros dos Estados Unidos está na faixa entre 2,25% e 2,50% ao ano. Em junho, o Fed manteve os juros inalterados, mas deixou a porta aberta para futuros ajustes diante das incertezas comerciais e da fragilidade econômica global.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com