Theresa May pede extensão de Brexit para 30 de junho

A primeira-ministra britânica, Theresa May (Divulgação / Governo do Reino Unido)

São Paulo – A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, pediu à União Europeia (UE) uma extensão do Brexit – processo de separação do Reino Unido do bloco europeu – para o dia 30 de junho, para conseguir a aprovação do acordo de saída no parlamento britânico.

“Eu escrevo para informar que o Reino Unido procura uma maior extensão do período do Artigo 50. O Reino Unido propõe que esse período termine no dia 30 de junho. Se os partidos ratificarem o acordo antes desta data, o governo propõe que o período termine antes”, disse May, em carta enviada ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

Na carta, May diz ainda que vai procurar conseguir ter um acordo até o dia 23 de maio, e evitar que o Reino Unido participe das eleições parlamentares, que têm início no mesmo dia. “O governo vai continuar realizando preparações responsáveis para participar das eleições se não se provar possível o cancelamento da participação”.

A primeira-ministra disse ser “frustrante” não ter concluído ainda o processo com “sucesso”, mas que o governo continua “fortemente comprometido” com a conclusão. Ela disse ainda que vai prestar os devidos esclarecimentos na reunião do Conselho Europeu, no dia 10.

O pedido de May ocorre após ter tido seu acordo de saída rejeitado três vezes no parlamento britânico. Com a rejeição, o período de extensão tinha sido prolongado até o dia 12 de abril. Com temor de sair da UE sem um acordo, May voltou a se reunir com o líder da oposição, Jeremy Corbyn, e enviou a carta pedindo a extensão.

De acordo com May, ela deixou claro, para Corbyn, que o acordo não deveria ser reaberto, uma vez que ele já foi aprovado pela UE. “Se um consenso vai ser encontrado, a concessão será necessária em ambos os lados, no interesse nacional”.

“Uma importante parte do processo será o de fazer com que o governo concorde com a oposição no programa para o acordo”, disse May na carta. “O objetivo é garantir que o programa signifique que o acordo pode ser completado a tempo de cancelar as eleições parlamentares”.

Os líderes europeus ainda não se pronunciaram, mas fontes da agência “Reuters” disseram que o governo da França pode não concordar com o período de extensão solicitado por May.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com