Sucessor de diretor-presidente do Bradesco não foi escolhido, diz Trabuco

11/10/2017 14:30:56

Por: Camila de Lira / Agência CMA

São Paulo – O sucessor de Luiz Carlos Trabuco no posto de diretor-presidente do Bradesco ainda não foi escolhido, mas não deve ser nomeado até março de 2018, afirmou Trabuco que, com a saída de Lázaro Brandão, acumula os cargos de diretor-presidente e presidente do conselho de administração.

De acordo com Brandão, no entanto, o nome deve ser anunciado antes de março, pois o nome do executivo precisa ser enviado 30 dias antes da Assembleia Geral Extraordinária para o Banco Central, antes da votação dos acionistas. “A pessoa será egresso do quadro executivo do banco e será um funcionário de carreira”, comentou Trabuco.

Brandão ainda indicou que o Bradesco estuda aumentar o número de membros no conselho de administração em pelo menos “uma cadeira”. “Será necessário para dividir as atividades”, disse o ex-presidente do conselho do Bradesco que trabalhou há 27 anos nesse posto. O executivo indicou que o aumento do conselho não deve ser imediato.

Trabuco não indicou quem poderá ser o novo diretor-presidente do Bradesco, mas frisou que é importante que ele não fique muito tempo acumulando os cargos de presidente do conselho e de presidente executivo porque vai contra os propósitos de governança do banco.

Edição: Eduardo Puccioni (e.puccioni@cma.com.br)

Deixar um comentário