Salvini confirma possível multa à Itália de 3 bilhões de euros pela União Europeia

O vice-primeiro-ministro da Itália e ministro do Interior do país, Matteo Salvini. Foto: Divulgação/ Governo da Itália

Por Cristiana Euclydes

São Paulo- A Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia (UE), pode impor uma multa de 3 bilhões de euros à Itália por desobedecer aos regulamentos orçamentários da UE, disse o vice-primeiro-ministro italiano, Matteo Salvini. As informações são da agência de notícias “Sputnik”.

Ontem, uma fonte próxima à Comissão Europeia disse à “Bloomberg” que Bruxelas poderia lançar procedimentos disciplinares contra a Itália por sua dívida excessiva, o que poderia resultar em uma multa de 3,5 bilhões de euros, e que Roma deveria esperar uma notificação até sexta-feira.

“Vamos ver se recebemos esta carta na qual eles nos cobram uma multa pela dívida acumulada no passado e nos dizem para pagar 3 bilhões de euros”, disse Salvini, em entrevista à rádio “RTL”. De acordo com Salvini, Bruxelas também pediu que a Itália aumente um total de 20 bilhões de euros em impostos até setembro. Salvini classificou as regras fiscais do bloco de “ultrapassadas” e disse que usaria “toda sua energia” para combatê-las.

As regulamentações fiscais da UE exigem que cada Estado membro mantenha seu déficit abaixo de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) e sua dívida abaixo de 60% do PIB. Se um país não cumprir esses padrões, espera-se que trabalhe para reduzir os números. A dívida da Itália está atualmente acima do dobro do limite – 132% de seu PIB – e o ritmo em que ela está sendo reduzida foi considerado lento pela União Europeia.

Se a UE avançar com a sanção, é provável que caia no chamado Procedimento para Déficit Excessivo (PDE), quando o Estado devedor tem entre três e seis meses para obter o controle sobre as suas taxas de déficit, de acordo com os requisitos de Bruxelas. Em dezembro de 2018, a Comissão Europeia evitou o PDE contra a Itália depois de concordar com o esboço do orçamento de 2019 do país, no qual o governo se comprometeu a cortar parte de seus gastos. No entanto, o governo italiano passou a adotar uma versão final que implicava taxas de gastos mais altas.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com