Resultado da Suzano foi impactado por operação de hedge, avalia Bradesco

09/08/2018 15:45:24

Por: Eduardo Puccioni / Agência CMA

São Paulo – O da Suzano no segundo trimestre de 2018, ante lucro líquido de R$ 199,0 milhões de igual período do ano passado foi impactado pela criação de uma operação de hedge que a companhia fez para sua transação com a Fibria. Segundo o Bradesco BBI, o valor do hedge foi de US$ 8,8 bilhões, com US$ 9,2 bilhões de linha de crédito.

Porém, segundo relatório do Bradesco, o destaque negativo para o trimestre foi o custo caixa de celulose, a R$ 683 por tonelada, considerando a parada obrigatória que a companhia fez por causa da greve dos caminhoneiros. Sem considerar a parada, o custo caixa de produção de celulose ficou em R$ 630 por tonelada, um aumento de 11% se comparado com o mesmo período de 2017.

O mesmo motivo acabou afetando o custo caixa de produção de papel, entretanto, de acordo com o Bradesco BBI, esse movimento mais fraco foi compensando pelo preço de papel mais forte no mercado. No caso da celulose, as maiores remessas de celulose também compensaram o aumento no custo caixa do segmento.

Deixar um comentário