Regulador fiscal do Reino Unido prevê recessão em caso de Brexit sem acordo

Foto: Divulgação/ Serviço Audiovisual da Comissão Europeia

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – A saída do Reino Unido da União Europeia (UE) sem um acordo no dia 31 de outubro pode levar a economia britânica a entrar em uma longa recessão no quarto trimestre deste ano, de acordo com o Escritório de Responsabilidade Orçamentária (OBR, na sigla em inglês) do país.

Segundo um teste de estresse fiscal realizado pelo escritório, para quantificar o impacto nas finanças públicas de um cenário de um Brexit sem acordo e sem transição, o Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido cairia cerca de 2,1% ante de voltar a crescer.

No primeiro trimestre de 2024, o PIB estaria 1,6 ponto percentual (pp) menor do que se o Brexit tivesse ocorrido de forma suave e ordenada. O regulador fiscal britânico destacou que trata-se de um cenário, ao invés de uma previsão.

“A incerteza aumentada e a confiança declinante detêm o investimento, enquanto o aumento de barreiras de comércio com a UE pesa sobre as exportações. Juntos, eles empurram a economia para a recessão, com os preços dos ativos e a libra caindo fortemente”, segundo o relatório.

Ainda segundo o regulador, o menor PIB impulsionaria a necessidade de crédito do Estado. Por outro lado, os dois candidatos ao cargo de primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson e Jeremy Hunt, prometeram cortes de impostos e aumentos de gastos, o que aumentaria a dívida do governo.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com