Reforma ministerial ocorrerá até dezembro, diz Planalto

14/11/2017 10:49:07

Por: Álvaro Viana / Agência CMA

Chuva se aproxima do prédio do Congresso Nacional (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Brasília – A reforma ministerial de Michel Temer será concluída até meados de dezembro, informou o Palácio do Planalto em nota. Ontem, Bruno Araújo, ministro das Cidades, foi o primeiro tucano a desembarcar do governo, ao entregar carta de demissão ao presidente.

A decisão de Araújo foi motivada pelos conflitos internos do partido, que está dividido entre parlamentares que apoiam e defendem a saída do PSDB da base aliada.

A reforma ministerial é um pedido da base aliada e, principalmente, do ‘centrão’ (PR, PSD, PP e alguns parlamentares do PMDB). Esses parlamentares criticam o governo por manter agora três ministérios para um partido ainda indeciso sobre sua permanência na base e defendem uma redistribuição desses cargos.

Após a saída de Bruno Araújo da Pasta de Cidades, o PSDB mantém ainda três parlamentares na Esplanada dos Ministérios: Luislinda Valois (Direitos Humanos), Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) e Aloysio Nunes (Relações Exteriores).

Edição: Eliane Leite (e.leite@cma.com.br)

 

Deixar um comentário