Reforma da Previdência poupará R$ 890 bi em 10 anos, diz Maia

Por Gustavo Nicoletta

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

São Paulo- A reforma da Previdência aprovada em primeiro turno na Câmara dos Deputados deve poupar R$ 890 bilhões em 10 anos, afirmou o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) ao jornal “Folha de S.Paulo”, citando estimativas do secretário da Previdência, Leonardo Rolim.

“O Leonardo Rolim estava aqui hoje e a economia está em R$ 890 bi”, disse ele, referindo-se a uma reunião ocorrida no sábado de manhã na residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados. Ele acrescentou que, somando esse valor aos R$ 200 bilhões que devem ser economizados na próxima década com a redução nas fraudes ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a poupança chegará perto de R$ 1,1 trilhão.

O valor economizado com a reforma da Previdência é relevante porque o ministro da Economia, Paulo Guedes, exigiu que ele atingisse ao menos R$ 1 trilhão ao longo da próxima década para financiar a mudança do regime previdenciário.

O modelo atual é o de repartição, em que a contribuição dos trabalhadores paga o salário dos aposentados. O modelo a ser implantado é o de capitalização, em que cada trabalhador poupa para a própria aposentadoria.

Numa eventual mudança de regime, deixaria de haver a contribuição dos trabalhadores para o pagamento dos salários de quem já está aposentado. O governo, portanto, precisaria ter recursos disponíveis para garantir o pagamento das aposentadorias durante o período de transição.

O Ministério da Economia ainda não se pronunciou oficialmente a respeito do quanto considera que a reforma da Previdência economizará, nem se avalia que com a versão aprovada pela Câmara será possível fazer a transição para o regime de capitalização.

A expectativa era de que houvesse posicionamento oficial após ser concluída a votação do texto em primeiro turno, o que aconteceu no sábado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com