RADAR: Mercado monitora Petrobras após interferência de Bolsonaro

Por Allan Ravagnani

São Paulo – Os mercados abrem a semana na expectativa da reunião do ministro da Economia, Paulo Guedes, com o presidente Jair Bolsonaro, que acontece hoje às 16h, na qual promete-se um desfecho para a crise da Petrobras, iniciada na última quinta-feira com a interferência do presidente no preço do diesel, e que fez a estatal perder R$ 32 bilhões em valor de mercado.

Bolsonaro disse na última sexta-feira que a Petrobras terá de convencê-lo sobre a necessidade do reajuste no preço do diesel e que os caminhoneiros precisam ser tratados com carinho.

“Não vou ser intervencionista, não vou praticar política do passado, mas quero os números. Na próxima terça-feita convoquei a Petrobras para esclarecer porque um aumento de 5,7%, sendo que a previsão de inflação é menos de 5%”, afirmou.

As declarações fizeram os preços da Petrobras aprofundar ainda mais as perdas na última sexta-feira.

O número de residências novas vendidas no mês de fevereiro na cidade de São Paulo teve uma alta de 50,3% na comparação com fevereiro de 2018 e de 34,2% ante o mês de janeiro deste ano, de acordo com a a Pesquisa do Mercado Imobiliário do Secovi-SP.

Entre os indicadores macroeconômicos, o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central (BC) caiu 0,73% em fevereiro na comparação com janeiro. A contração foi mais intensa do que a de -0,15% prevista pela mediana das estimativas coletadas pelo Termômetro CMA. O IBC-Br tem o objetivo de antecipar avaliações sobre o Produto Interno Bruto (PIB).

Já o relatório Focus, do Banco Central, reduziu a estimativa para o crescimento da economia brasileira em 2019 pela sétima vez seguida, de 1,97% para 1,95%, de 2,01% há quatro semanas. A previsão para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2020 também caiu, pela quarta semana consecutiva, de 2,70% para 2,58%, de 2,80% um mês atrás.

A BB Seguridade informou que recebeu do acionista controlador, o Banco do Brasil, a indicação de Marcelo Augusto Dutra Labuto, Carlos Motta dos Santos, Bernardo de Azevedo Silva Rothe e Arnaldo José Vollet para ocupar cargos no conselho de administração da instituição.

O comitê de gestão de pessoas e elegibilidade da Eletrobras aprovaram as indicações de Luiz Augusto Pereira de Andrade Figueira para o cargo de diretor de administração, e de Marcio Szechtman para a vaga de diretor de transmissão da companhia.

O comissário europeu para assuntos econômicos e financeiros, Pierre Moscovici, disse que a nova extensão do prazo do Brexit, como é conhecido o processo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE), mostra a flexibilidade nas negociações. Na última semana, os líderes europeus concordaram com uma nova extensão do prazo do Brexit, que passou para 31 de outubro com uma revisão do processo em junho. A primeira prorrogação previa que a separação acontecesse hoje. Originalmente, a data de saída era 29 de março.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com