RADAR DO DIA: Dia de agenda positiva do governo e pressão estrangeira

São Paulo – A maior parte das principais bolsas do mundo operam com viés negativo, influenciadas pelo impasse nas negociações entre os Estados Unidos e a China, na qual há ainda uma divergência as restrições dos norte-americanos à gigante de telecomunicações Huawei.

Por aqui, o presidente Jair Bolsonaro completa hoje 200 dias de mandato e pretende iniciar uma agenda positiva para recuperar a popularidade perdida.

O governo vai anunciar a liberação para saque das contas ativas do FGTS para estimular o consumo e reaquecer a economia. Serão cerca de R$ 40 bilhões injetados na economia. O mercado, que vinha trabalhando com um crescimento de 0,81% do PIB neste ano, já projeta que pode chegar a 1%.

Bolsonaro disse ontem que vai trabalhar por uma reforma tributária mexendo apenas em impostos federais, com perspectiva de redução da carga tributária ao longo dos anos. Uma das mudanças seria a redução da alíquota máxima do imposto de renda (IR) para 25%.

Sobre a embaixada nos Estados Unidos, Bolsonaro afirmou, em Buenos Aires, que caso o nome do filho seja barrado na indicação para embaixada, ele poderá nomear o chanceler Ernesto Araújo para o posto, e promover Eduardo para o Ministério das Relações Exteriores.

O ministro Sérgio Moro, enquanto era juiz, interferiu em acordos com delatores da Lava Jato, diz reportagem de capa da “Folha de S.Paulo”. Mensagens trocadas por procuradores da operação em 2015 mostram que o então juiz federal Sergio Moro interferiu nas negociações das delações de dois executivos da construtora Camargo Corrêa. As mensagens revelam que Moro avisou aos procuradores que só homologaria as delações se a pena proposta aos executivos incluísse ao menos um ano de prisão em regime fechado.

A Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) publicou aviso de consulta pública n 09/2019 que tem por objetivo obter contribuições sobre a metodologia e critérios gerais para atualização da base de remuneração regulatória da 3 Revisão Tarifária Ordinária (RTO) da Sabesp.

A Vale informou que sua subsidiária Mineração Rio do Norte (MRN) contestará a reclassificação de 11 estruturas localizadas em Oriximiná, no Pará, e a autuação de R$ 5,464 mil por não ter apresentado o plano de ação de emergência para barragens de mineração.

A agência de classificação de riscos Fitch Rating atribiu rating BB- à companhia aérea Azul, mesma nota de crédito dada `as notas sêniores no valor de US$ 400 com vencimento em 2024. A perspectiva é estável.

A Light, coligada da Cemig, anunciou o encerramento da oferta pública de distribuição primária e secundária de ações da companhia, no qual foram colocadas 100 milhões de novas ações e 33,333 milhões de ações de titularidade da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), ao preço por ação de R$18,75.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com