RADAR DO DIA: Atenção às ações do BB e aos movimentos externos

São Paulo – Os principais mercados acionários do mundo operam em direções distintas ainda repercutindo as declarações de dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), que amplia as apostas num corte mais agressivo dos juros pelo Fed na reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) no próximo dia 31.

BRASIL

“Pretendo beneficiar filho meu, sim, pretendo, está certo?” afirmou o presidente Jair Bolsonaro sobre a indicação do filho, Eduardo Bolsonaro à embaixada brasileira em Washington. A frase foi falada durante uma live no Facebook.

“Se eu puder dar um filé mignon para o meu filho eu dou, mas não tem nada a ver com filé mignon essa história aí, nada a ver. Pretendo encaminhá-lo, sim. Quem disse que não vai mais votar em mim, paciência”, completou.

PALOCCI

O jornal “O Globo” publicou um trecho vazado da delação do ex-ministro Antônio Palocci, que revela que os principais bancos do país fizeram doações no total de R$ 50 milhões ao PT. Em troca os bancos receberam informações privilegiadas que incluíram antecipação de mudanças na taxa básica de juros.

Entre os beneficiados, Palocci citou Bradesco e BTG Pactual. Segundo ele, o suborno era pago de várias maneiras, a pedido de Lula, por exemplo, o BNDES fez uma injeção de R$ 2,4 bilhões na Aracruz Celulose, beneficiando o grupo Safra, para viabilizar a compra da empresa pelo Votorantim por R$ 2,7 bi. O Itaú Unibanco, de sua parte, doou à campanha Dilma 2010 como recompensa pela aprovação, por parte do Cade, da fusão entre as duas casas bancárias.

Palocci mesmo afirmou ter recebido R$ 100 mil da Parmalat por liberar aportes do Banco do Brasil para a empresa de laticínios.

Na Lava Jato, o presidente Lula teve seu pedido recusado pelo TRF4. A defesa pedia o afastamento dos desembargadores João Pedro Gebran Neto e Thompson Flores, do processo de Atibaia, alegando que os juízes não são imparciais.

Também na Lava Jato, o ex-senador Romero Jucá e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, famosos pelo diálogo vazado em 2017 (um grande acordo geral), viraram réus por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

CORPORATIVO

O Banco do Brasil informa que foi fixado, ontem (18), o preço por ação em R$ 88, no âmbito da oferta pública com esforços restritos de distribuição secundária de ações do IRB-Brasil Resseguros (IRB-Brasil RE).

A BB Seguridade informou que o preço por ação do IRB-Brasil foi fixado em R$ 88, no âmbito da distribuição secundária de 83.978.450 ações, sendo 47.520.213 de titularidade da subsidiária BB Seguros e 36.458.237 da União Federal, representada pelo BNDES.

Dessa forma, com a alienação da participação indireta do BB no capital do IRB-Brasil RE, via BB Seguridade Participações, estima-se impacto positivo no resultado do terceiro trimestre de 2019 do BB de aproximadamente R$ 1,6 bilhão.

O estado de São Paulo entrou com um recurso na Justiça contra a homologação do Termo de Autocomposição por Ato de Improbidade, entre o Estado e a CCR, sustentando a impossibilidade de celebração de acordo em matéria de improbidade.

O conselho de administração da Light aprovou por maioria de fotos a apresentação de finança corporativa em favor da Renova Energia referente a 63,77% da obrigação contraída no valor de até R$ 17 milhões, por meio de crédito bancário.

O grupo Usiminas informou que concluiu a liquidação da oferta dos títulos de dívida no montante de R$ 750 milhões com remuneração de 5,875% ao ano ao preço de emissão de 98,594% do montante principal.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com