RADAR DO DIA: Atenção às ações de Petrobras, BB e votação dos destaques

São Paulo – Com direito a choro – mais de uma vez – do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o texto base da reforma da Previdência foi aprovado ontem, por 379 votos, 71 a mais do que o necessário.

Maia discursou no Plenário, sem citar Jair Bolsonaro, elogiou o Parlamento, os líderes, os partidos, a oposição e até o Supremo. Ele foi apontado hoje pelos principais jornais como o principal responsável e vitorioso pela aprovação da reforma.

Apesar do sentimento de vitória, os trabalhos não param, hoje a Câmara vai dar continuidade à análise de emendas ao texto – etapa que também é importante para o governo, pois a maioria das mudanças previstas pode diminuir a potência fiscal da reforma.

A votação das alterações no texto começou ontem a noite, logo depois da aprovação do texto-base, com a emenda 176, do deputado Wellington Roberto (PL-PB), que removia da reforma o endurecimento nas regras de aposentadoria para professores. A emenda foi rejeitada, mas somente porque teve número insuficiente de votos favoráveis, visto que 265 deputados votaram a favor da proposta e 184 votaram contra.

São 15 destaques por avaliar. Para um deles há acordo – o que muda as regras de aposentadoria para mulheres. Elas passariam a ter direito a 60% do valor do benefício após 15 anos de contribuição, e não 20. O mais polêmico é aquele pelo qual Bolsonaro vem se empenhando: suaviza ainda mais as regras para inúmeras carreiras policiais.

O Banco do Brasil deu início à oferta pública de distribuição secundária de 15,23% das ações do IRB-Brasil Resseguros de titularidade da BB Seguros.

A Petrobras iniciou a fase não vinculante da venda de sua participação de 34% na Compañia MEGA, na Argentina, através da subsidiária Petrobras International Braspetro.

A Oi afirmou que está prevista a possibilidade de buscar, caso necessário, novos recursos no mercado destinados às atividades do grupo no montante total de até R$ 2,5 bilhões.

O conselho de administração da controlada Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) aprovou o protocolo e justificação de incorporação da sociedade de propósito específico (SPE) Extremoz Transmissora do Nordeste pela Chesf.

A Energias do Brasil (EDP) informou que firmou contrato de financiamento de R$ 252 milhões entre sua controlada EDP Transmissão MA I e o Banco do Nordeste.

O volume de energia distribuída pela Energias do Brasil (EDP) no segundo trimestre deste ano aumentou 2,5%. Na subsidiária EDP São Paulo houve aumento de 0,8% e na EDP Espírito Santo a elevação foi de 5,3%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.