RADAR DO DIA: Atenção às ações da Petrobras; política deve pressionar índice

São Paulo – Os índices das principais bolsas do exterior abriram a semana no sentido positivo após o acordo firmado entre os Estados Unidos e o México na última sexta-feira, além da decisão do presidente Donald Trump de postergar a elevação de tarifas à China.

Por aqui, o foco estará na política. Além da votação do crédito suplementar ao governo e o adiamento da votação do relatório da Previdência, uma nova crise foi instalada no núcleo central da Operação Lava Jato, envolvendo os procuradores do Ministério Público Federal do Paraná e o atual ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Segundo o site de notícias “The Intercept Brasil”, Moro interferiu no andamento das investigações da operação Lava Jato opinando sobre as denúncias dos procuradores, cobrando agilidade nas operações, antecipando decisões à promotoria e indicando pelo menos uma pessoa para interrogatório pela força-tarefa.

O site baseou a reportagem em trocas de mensagens entre Moro e o procurador Deltan Dallagnol, um dos principais nomes da operação Lava Jato. Segundo o Intercept Brasil, as mensagens foram enviadas aos jornalistas por uma fonte anônima que aparentemente obteve as informações do celular de Dallagnol.

As intervenções de Moro são ilegais, visto que o juiz não pode ser ao mesmo tempo o investigador e o julgador dos processos. Este mesmo princípio foi usado pela procuradora-geral da República Raquel Dodge em abril para criticar um inquérito aberto pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, para apurar notícias falsas e ataques contra a Suprema Corte.

O Boletim Focus, do Banco Central, publicou pela manhã que a previsão dos agentes do mercado para o PIB brasileiro em 2019 caiu pela 15 vez seguida, projetando agora uma alta de 1% neste ano. O relatório também prevê que a alta do IPCA será de 3,89% no ano, que o câmbio encerrará 2019 em R$ 3,80 e a Selic em 6,50%.

Ainda no front político, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, disseram, em entrevista à “Folha de S.Paulo” de hoje, que Bolsonaro terá de os aturar e vice-versa, também ressaltaram que não é a vontade deles uma crise entre os poderes.

A Caixa Econômica Federal publicou o Aviso ao Mercado e o prospecto preliminar para oferta pública de distribuição secundária de 241,340 milhões de ações ordinárias da Petrobras de sua titularidade. A Caixa possui 3,24% do total de ações ordinárias da empresa e 0,65% das ações preferenciais, somando 2,13% do total do capital.

A Petrobras submeteu à Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) o pedido de análise prévia para o registro de oferta pública de distribuição secundária de ações da BR Distribuidora.

O Ministério de Minas e Energia (MME) confirmou a declaração caducidade das concessões na área de transmissão outorgadas à Chesf em quatro contratos firmados junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nos Estados da Bahia e Pernambuco.

A CCR informou que firmou a quinta alteração no acordo de acionistas da Concessionária RodoAnel Oeste, para refletir a entrada da Infra SP controlada indireta da companhia, como acionista da concessionária em substituição à CCR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com