RADAR DO DIA: Atenção às ações da Petrobras após interferência do governo

São Paulo – O pregão de hoje da B3 deve ser influenciado pelas notícias do recuo do aumento do preço do diesel e com as suspeitas levantadas pela Procuradoria-geral da República contra o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Na noite de ontem, a Petrobras cedeu à pressão do governo e voltou atrás após anunciar aumento de 5,7% no preço do diesel. Segundo comunicado, a estatal afirmou que avaliou que há margem para segurar por mais alguns dias o aumento.

“A expectativa é de que os preços das ações da estatal retomem os negócios na B3 hoje em queda forte, repercutindo o recuo no exterior, um alívio para o papel pode vir da alta dos preços do petróleo no exterior, de 1,4%”, afirmou o diretor da corretora Mirae, Pablo Spyer.

Ainda no âmbito da estatal, a Petrobras informou, em resposta às notícias de que estuda vender 30% de sua participação na BR Distribuidora – diminuindo sua parte de 70% para 40% – que avalia modelos de venda mas não há uma decisão acerca da quantidade de ações a serem negociadas, da estrutura da transação ou mesmo de sua efetiva realização.

A Procuradoria-Geral da República suspeita que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e seu pai, Cesar Maia, receberam R$ 1,4 milhão em propina da Odebrecht e pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) mais tempo para investigar o assunto, segundo informações divulgadas pelos jornais “Valor” e “Folha de S.Paulo”. O caso está sob sigilo.

Envolvida em escândalo de corrupção, a Rodonorte – concessionária que administra rodovias no norte do Paraná – subsidiária da CCR, comunicou que foi homologado o acordo de leniência celebrado entre a empresa e o Ministério Público Federal, no qual pagará multa de R$ 750 milhões e diminuirá o preço do pedágio em 30% nas rodovias.

A Multiplan Empreendimentos pagará R$ 360 milhões para ter 100% do capital do BH Shopping, localizado na capital mineira. Em comunicado a companhia informou que pagou R$ 330 milhões na assinatura do contrato de compra dos 20% detidos por sócios minoritários do empreendimento. Os R$ 30 milhões restantes serão quitados em até 12 meses.

O conselho de administração da Telefônica Brasil aprovou o pagamento de R$ 570 milhões bruto de juros sobre capital próprio (JCP), sendo R$ 0,31655626796 por ação ordinária e R$ 0,34821189476 por ação preferencial, com base no lucro líquido do primeiro trimestre de 2019.

O Banco Central (BC) aprovou a eleição de cinco membros para o comitê de auditoria do Bradesco, conforme deliberação do conselho de administração da instituição financeira. Entre os nomes referendados pelo BC estão: Milton Matsumoto, Paulo Roberto Simões da Cunha, Wilson Antonio Salmeron Gutierrez, Paulo Ricardo Satyro Bianchini e José Luis Elias.

A Transmissora Aliança de Energia Elétrica (Taesa) recebeu licença de instalação do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) para a construção da Interligação Elétrica Ivaí.

Allan Ravagnani e Wilian Miron / Agência CMA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.