RADAR DO DIA: Atenção a MP 870, ações da Vale, Banco do Brasil e saneamento

São Paulo – O mercado deve reagir de forma positiva à decisão do Senado de aprovar a medida provisória (MP) 870, que reorganizou os ministérios, sem alterações em relação à versão votada pela Câmara dos Deputados.

O resultado ficou dentro do que pretendia o presidente Jair Bolsonaro, ainda que o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) tenha sido mantido no Ministério da Economia. O texto original da MP previa que o órgão fosse transferido para o Ministério da Justiça, de Sergio Moro.

Ainda em relação ao Congresso, os líderes da Câmara dos Deputados não conseguiram chegar a um acordo ontem para colocar em votação a MP 868, que altera o marco regulatório do setor de saneamento. Com isso, a medida deve caducar. Apesar disso, os deputados se comprometeram a conversar amanhã para incorporar as mudanças previstas na MP em um projeto de lei.

Outra reportagem no mesmo jornal diz que o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, indicou ser mais importante a política monetária ter credibilidade do que buscar um estímulo monetário à economia. Ele havia feito comentários semelhantes no dia 16 durante uma audiência na Comissão Mista de Orçamento (CMO). Campos Neto deve falar em entrevista coletiva hoje, prevista para as 10h (de Brasília).

No setor corporativo, as ações da Vale podem reagir a uma entrevista do presidente da Samarco, Rodrigo Vilela, ao jornal “Valor”, na qual ele diz que a empresa deve retomar as operações no segundo semestre de 2020. Para isso, a empresa precisaria receber autorização do Ibama para voltar a funcionar – algo que deve acontecer em dois meses, segundo previsão do executivo.

No setor bancário, o Banco do Brasil concluiu a venda de sua participação de 12,088% na Seguradora Brasileira de Crédito à Exportação (SBCE) à Compagnie Française D’Assurance Pour Le Commerce Extérieur. O valor da transação foi R$ 3,27 milhões.

No setor imobiliário, o conselho de administração da BR Malls convocou uma assembleia geral extraordinária (AGE) com os acionistas da companhia para 28 de junho, com o objetivo de deliberar sobre as incorporações, pela BR Malls das subsidiárias Fashion Mall , que detém participação nos Shoppings Niterói Plaza, Casa&Gourmet e Ilha Plaza, e Classic Participações, que detém participação no Shopping São Luiz, ambas as sociedades a serem 100% detidas pela BR Malls.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com