RADAR: Atenção a Usiminas, Petrobras e Eletrobras

Por Allan Ravagnani

São Paulo – Nesta véspera de feriado de Páscoa os mercados brasileiros devem operar com a devida cautela, especialmente após as recentes dificuldades do governo. Ontem a bolsa caiu mais de 1% e o dólar fechou acima de R$ 3,90 após a CCJ não votar o texto da reforma da Previdência e ainda abrir a possibilidade de alterar o parecer o relator.

Ontem mesmo Paulo Guedes disse que a aprovação da reforma pode demorar e o governo não pode esperar que ela aconteça para colocar outras reformas em andamento.

O presidente da Fitch, Rafael Guedes, disse acreditar que a Previdência deve demorar um pouco mais do que o esperado pela agência devido à dificuldade de Bolsonaro de articular com o Congresso.

Em outro front econômico, agora da Petrobras, ontem o presidente da estatal, Roberto Castello Branco, afirmou que quer uma companhia competitiva ao anunciar um aumento de R$ 0,10 para o preço do diesel nas refinarias a partir de hoje.

O executivo disse que não sofreu interferência externa para que o reajuste fosse suspenso, desmentindo que o presidente Jair Bolsonaro vetou o aumento que seria anunciado pela companhia na semana passada.

Tal movimento, para agradar o mercado, desagradou a categoria dos caminhoneiros. Um dos articuladores – visto que a categoria não segue um líder formalmente constituído – disse à revista “Veja” que o pacote de benefícios anunciado pelo governo era “esmola” e que a categoria poderia entrar em greve no mês de maio.

Na noite de ontem o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) anunciou que as empresas interessadas em explorar as reservas de petróleo da chamada cessão onerosa – que serão leiloadas em 28 de outubro – terão de pagar um total de R$ 106,561 bilhões para o governo na forma de bônus de assinatura dos contratos.

Cessão onerosa consiste num acordo entre o governo e a Petrobras no qual a empresa pagou diretamente à União pelo direito de extrair até 5 bilhões de barris de petróleo do pré-sal da Bacia de Santos. Estima-se, porém, que a área em questão possua mais barris disponíveis para extração. O leilão da cessão onerosa colocará à venda justamente este excedente.

No âmbito das empresas, hoje a Usiminas publicou seu balanço referente ao primeiro trimestre de 2019. O lucro líquido caiu 52% no período e somou R$ 76 milhões. A receita aumentou 8,9%, para R$ 3,532 bilhões, principalmente em função dos maiores preços e volumes de venda de minério de ferro no período. As vendas de aço caíram 7,8%, enquanto as vendas de minério de ferro cresceram 4,9%.

O diretor financeiro da Petrobras, Rafael Grisolia, afirmou que a empresa pretende reduzir sua participação na BR Distribuidora para menos de 50% do capital da empresa. No entanto, a petrolífera continuaria sendo uma acionista relevante de sua subsidiária.

O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira, afirmou que a privatização da companhia pode acontecer ainda no quarto trimestre deste ano, caso os estudos relativos à capitalização da estatal fiquem prontos dentro do prazo, em junho.

Segundo o executivo, a venda do controle da empresa é importante para devolver à Eletrobras a capacidade de investimentos, necessários para que ela tenha condições de competir no mercado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com