RADAR: Atenção a CCJC e menor pressão de caminhoneiros

Por Wilian Miron

São Paulo – Os investidores devem reagir à notícia de que o governo conseguiu evitar, ao menos temporariamente, uma greve de caminhoneiros que estava prevista para a próxima segunda-feira (29). O Planalto reiterou que o preço do combustível seria um dos fatores considerados para o cálculo do frete e respondeu a um dos principais anseios da categoria.

O outro ponto relevante desta terça-feira é a provável votação da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados. O relator do projeto, deputado Marcelo Freitas (PSL-MG), deve apresentar uma versão revisada do parecer a partir das 14h30.

Ontem, o secretário da Previdência, Rogério Marinho, disse que as eventuais mudanças em estudo no parecer não afetarão a potência fiscal da reforma – que tem potencial para economizar R$ 1,1 trilhão ao longo de uma década, segundo o governo. Este dinheiro seria necessário para instituir um regime previdenciário de capitalização, substituindo o modelo atual, de repartição, segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Em âmbito corporativo, o conselho de administração da B3 aprovou a emissão de R$ 1,2 bilhão em debêntures com vencimento em 30 anos e remuneração de no máximo 103% da taxa de Depósito Interfinanceiro (DI). Cada debênture terá o valor de R$ 10 mil.

No setor bancário, o Ministério da Economia indicou Hélio Lima Magalhães para o cargo de conselheiro de administração do Banco do Brasil. A indicação vem em substituição ao nome de Luiz Fernando Figueiredo, que havia sido escolhido anteriormente pelo governo para o cargo.

No segmento de infraestrutura, os acionistas da CCR Rodovias, em assembleia geral extraordinária (AGE) aprovaram os termos gerais dos contratos celebrados entre a companhia e antigos administradores para que a empresa não mova ações de responsabilidade civil e criminal contra os antigos executivos por conta da participação dos mesmos no Programa de Incentivo à Colaboração.

O volume de energia distribuída pela Energias do Brasil (EDP) aumentou 5,1% no primeiro trimestre deste ano, para 1.689,387 MW, informou a companhia. Na operação EDP São Paulo houve alta de 2,9%, enquanto que na EDP Espírito Santo o aumento foi de 8,3%.

A Kroton Educacional informou que a captação de rematrícula de alunos no de graduação no primeiro trimestre de 2019 aumentou 4,1% para 108,4 mil alunos, incluindo estudantes do Programa de Financiamento Estudantil (Fies) e do Parcelamento Estudantil Privado (PEP).

Os acionistas da Embraer aprovaram durante assembleia geral ordinária (AGO) a eleição de oito membros para o conselho de administração da companhia.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com