Produção de minério da Vale cai 4,9% no 1º tri

16/04/2018 12:29:28

Por: Eliane Leite / Agência CMA (e.leite@cma.com.br)

Foto: Matt Writtle/Vale

São Paulo – A produção de minério de ferro da Vale somou 81,953 milhões de toneladas no primeiro trimestre deste ano, com queda de 4,9% na comparação com os 86,198 milhões de toneladas verificados um ano antes. Na comparação com o trimestre imediatamente anterior, a produção da commodity caiu 12,2%.

Segundo a Vale, a queda na produção ocorre, principalmente, em razão da redução progressiva da produção de produtos de menor qualidade nos Sistemas Sul e Sudeste e devido à época de chuvas mais intensa no trimestre.

Comparando com o último trimestre de 2017, a baixa na produção deve-se ao período de chuvas abundantes, superior à sazonalidade usual.

A produção de pelotas entre janeiro e março somou 12,780 milhões de toneladas, alta de 2,9% em base anual. A produção de carvão caiu 0,1% no trimestre e somou 2,432 milhões de toneladas, a de cobre caiu 13,2% e totalizou 93,3 mil toneladas, enquanto a fabricação de níquel caiu 17,9% a 58,6 mil toneladas e a de cobalto, por outro lado, cresceu 5,4% a 1,327 mil toneladas.

Apesar da queda, a produção de minério de ferro e pelotas foi recorde no trimestre, segundo a Vale, em razão da flexibilidade e gestão ativa da cadeia de logística e otimização da realização de preço e margem, “o que resultou em uma maior razão de vendas/produção”. De acordo com a mineradora, “nos próximos trimestres, a razão de vendas/produção se ajustará às atividades de blendagem offshore, complementando o aumento de estoque offshore”.

Vendas

As vendas de minério de ferro no primeiro trimestre cresceram 9% a 71,221 milhões de toneladas, ante as 65,318 milhões de toneladas um ano atrás. As vendas de pelotas cresceram 4,3%, a 13,125 milhões de toneladas, enquanto a venda de carvão caiu 2,8%, a 2,497 milhões de toneladas e a de cobre caiu 12,6%, a 87,7 mil toneladas. As vendas de níquel caíram 19,7%, a 57,9 mil toneladas.

 

Deixar um comentário