Previsão da OCDE de alta para o PIB global em 2018 sobe de 3,7% para 3,9%

13/03/2018 09:13:38

Por: Pâmela Reis / Agência CMA

Gráfico

Gráfico

São Paulo – A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) revisou para cima sua projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) global para este ano e o próximo, citando a melhora no investimento das empresas nas principais economias e a expansão do comércio internacional, além dos bons indicadores de emprego.

A OCDE prevê alta de 3,9% no PIB mundial este ano, acima da projeção de 3,7% feita no relatório anterior, publicado em novembro. Para 2019, a previsão passou de 3,6% para 3,9%. “As reduções de impostos e aumentos dos gastos públicos anunciados nos últimos três meses nos Estados Unidos, juntamente com a posição fiscal substancialmente mais frouxa na Alemanha, são fatores chave por trás da revisão positiva das perspectivas de crescimento global em 2018 e 2019”, diz o documento.

Para a OCDE, as perspectivas de investimento também estão um pouco mais fortes nas economias produtoras de commodities, refletindo os preços mais altos desses produtos. A inflação, por sua vez, permanece fraca, mas deve acelerar de forma modesta. Apesar do cenário positivo, a entidade alertou para o risco do aumento de protecionismo, que pode afetar negativamente a confiança, os investimentos e o emprego.

“Governos de países produtores de aço devem evitar uma escalada [do protecionismo] e confiar em soluções globais para resolver o excesso de
capacidade na indústria siderúrgica”, diz o texto. “Proteger um sistema comercial internacional baseado em regras é essencial para evitar o dano de
longo prazo às perspectivas de crescimento, que pode surgir a partir do abandono dos mercados abertos”.

O alerta acontece pouco depois que os Estados Unidos anunciaram tarifas de 25% ao aço importado e de 10% ao alumínio, alegando riscos à “segurança nacional”. O anúncio irritou parceiros comerciais dos norte-americanos, com diversos governos – entre eles, os da China e da União Europeia – ameaçando retaliar.

Brasil

A OCDE elevou de 1,9% para 2,2% a previsão para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro este ano e aumentou de
2,3% para 2,4% a projeção de 2019. Segundo a entidade, a retomada nas grandes economias emergentes está apoiando a recuperação global.

“Um crescimento moderado voltou a acontecer no Brasil e na Rússia em 2017 e deve continuar em 2018 e 2019, com a atividade apoiada pelo afrouxamento monetário, pela melhora da confiança e por maiores preços de commodities”, diz o relatório.

Deixar um comentário