Presidente colombiano alerta para crise de imigração na Venezuela

Por Julieta Marino

Buenos Aires – O presidente da Colômbia, Iván Duque, declarou no domingo que quer mostrar à comunidade internacional a magnitude da crise de imigração que vive a Venezuela, com o objetivo de que haja mais recursos para atender a população afetada, uma vez que a situação está afetando a Colômbia.

Bandeira da Colômbia. (Foto: Jean-Marie Prival/Flickr)

“Acredito que é muito importante repetir constantemente. A Colômbia
está vivendo um fenômeno que é bastante preocupante, e está assumindo a
principal crise de imigração que a América Latina já viveu em sua história
recente”, disse o chefe de Estado a jornalistas ponto antes de terminar sua
viagem à Europa.

Além disso, Duque indicou que “a Venezuela está em uma situação caótica e que nós temos mostrado ao mundo que temos uma política fraternal em matéria migratória. Mas também é muito importante a corresponsabilidade da comunidade internacional ante estes fenômenos, como já ocorreu em outros lugares”, disse.

Segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), a Colômbia é o país que mais recebe venezuelanos, uma vez que em 2016 havia 48.714 venezuelanos no país, em 2017 600 mil, em 2018 1,17 milhão e para junho deste ano, projeta-se cerca de 1,3 milhão de pessoas.

Tradução: Carolina Pulice

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com