Premiê irlandês diz que acordo do Brexit está fechado e rejeita reabertura

Por Carolina Pulice

São Paulo – O primeiro-ministro da Irlanda, Leo Varadkar, afirmou que espera conversar com o próximo primeiro ministro do Reino Unido sobre o Brexit – processo de separação da União Europeia (UE) -, mas que não vai reabrir o processo sem uma garantia de proteção à fronteira entre as Irlandas.

FreeImages.com/Matt Lenon

A solução “backstop”, que mantém apenas a Irlanda do Norte na união alfandegária após o Brexit,foi negociada entre a primeira-ministra britânica, Theresa May, e a União Europeia. Porém, com a saída de May no fim de julho e sem um acordo de saída ainda assinado, a Irlanda teme a perda do que já foi negociado.

“Não importa qual primeiro-ministro será escolhido no fim de julho. Vamos ouvir o que ele tem para dizer em relação ao impasse do Brexit, mas ao mesmo tempo é preciso entender o que nós queremos dizer. E isso significa que o acordo de saída não vai ser reaberto sem um backstop”, disse, durante reunião do Conselho Britânico-Irlandês.

“Não vai haver um período de transição, mas estamos dispostos a analisar uma declaração política em conjunto que nos leve a um Brexit ordenado e com uma garantia de que não vai haver questões sobre a fronteira”, completou.

O Partido Conservador britânico vai escolher, no fim de julho, um novo líder partidário e primeiro-ministro para o Reino Unido. O candidato favorito é o ex-prefeito de Londres, Bors Johsnon, que já defendeu uma saúda da UE sem um acordo.