Preço de venda de imóvel residencial registra leve alta em nov

06/12/2018 10:12:09

Por: Leandro Tavares / Agência CMA

São Paulo – O Indice FipeZap – que acompanha o preço de venda de imóveis residenciais em 20 cidades brasileiras – encerrou novembro com alta de 0,06% em relação a outubro, acima da inflação esperada para o mês que é de queda de 0,06%, de acordo com o boletim Focus do Banco Central (BC).

O comportamento dos preços residenciais no mês passado não foi homogêneo entre as cidades monitoradas, com 10 das 20 cidades registrando aumento mensal de preço, com destaque para Curitiba (+1,72%), Florianópolis (+0,65%) e Contagem (+0,53%).

Por outro lado, entre as cinco cidades monitoradas que apresentaram variação nominal do preço, as quedas mais expressivas foram em Niterói (-0,49%), Recife (-0,34%) e Rio de Janeiro (-0,33%).

Nos nove primeiros meses do ano, o preço médio de venda residencial recuou 0,32% em termos nominais, o que corresponde a uma queda real de 3,94%, considerando a inflação acumulada de 3,76% no período.

No acumulado do ano, cinco das 20 cidades monitoradas registraram queda nominal no preço de venda residencial, com destaque para Rio de Janeiro (-3,57%), Niterói (-3,55%) e Fortaleza (-2,04%). Entre as 12 cidades com aumento de preço as variações mais expressivas foram registradas em: São Caetano do Sul (+2,31%), Goiânia (+2,11%) e Vitória (+2,01%).

Em novembro, o valor médio de venda dos imóveis residenciais nas cidades monitoradas foi de R$ 7.521 por metro quadrado (m/2). A cidade do Rio de Janeiro se manteve como a com o m/2 mais elevado do país (R$ 9.405 m/2), seguida por São Paulo (R$ 8.841 por m/2) e Distrito Federal (R$ 7.787 por m/2). Já as cidades monitoradas com menor valor médio de venda residencial foram Contagem (R$ 3.537 por m/2), Goiânia (R$ 4.194 por m/2) e Vila Velha (R$ 4.702 por m/2).

Deixar um comentário