Preço de venda de imóveis residenciais fica estável em março, aponta FipeZap

São Paulo – O preço de venda dos imóveis residenciais apresentou uma alta de 0,02% no mês de março, ante fevereiro, abaixo da inflação esperada de 0,53% para o mês (IPCA), de acordo com o índice FipeZap. O resultado demonstra uma desaceleração nos preços, após avançar 0,13%, em janeiro, e 0,08%, em fevereiro.

Contando com o efeito da inflação, o preço médio de venda de imóveis residenciais encerraria o mês com queda real de 0,50%. No primeiro trimestre a alta nominal foi de 0,24%, abaixo da inflação no período (+1,29%), o que impõe ao preço médio de venda uma queda real de 1,04% nos três primeiros meses do ano.

Nos últimos 12 meses o preço de venda acumula ligeiro avanço nominal de 0,11%, contra a inflação acumulada de 4,35%, segundo o IPCA, uma queda de 4,06% no preço médio.

Olhando para as 16 capitais monitoradas pelo FipeZap, Manaus foi a cidade que apresentou a maior elevação de preço (+1,45%), contrastando com João Pessoa, cidade que registrou o novamente o maior recuo no preço de venda de imóveis residenciais (-1,66%).

Em março, o preço médio de venda de imóveis residenciais foi de R$ 7.176/m entre as 50 cidades monitoradas pelo Indice. O município do Rio de Janeiro se manteve como a capital monitorada com o preço do m mais elevado (R$ 9.474/m), seguida por São Paulo (R$ 8.880/m) e Brasília (R$ 7.169/m). Já entre as capitais monitoradas com menor valor médio de venda residencial por metro, destacaram-se: Campo Grande (R$ 4.038/m), Goiânia (R$ 4.267/m) e João Pessoa (R$ 4.501/m).

Allan Ravagnani / Agência CMA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com