Pré-candidatos à presidência dos EUA se dividem sobre impeachment de Trump

Bernie Sanders, pré-candidato democrata à presidência dos Estados Unidos. Foto: Flicker/ Bernie Sanders

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – Os pré-candidatos democratas à presidência dos Estados Unidos estão divididos sobre a abertura de um processo de impeachment contra o presidente do país, Donald Trump, após a divulgação do relatório do investigador especial Robert Muller sobre a interferência da Rússia nas eleições norte-americanas de 2016.

A pré-candidata Kamala Harris defendeu ontem o impeachment de Trump. “Acredito que temos uma boa razão para acreditar que há uma investigação conduzida que produziu evidências que nos dizem que esse presidente e sua administração estavam envolvidos em obstrução da Justiça”, disse Harris em um evento da “CNN”. “Acredito que o Congresso deve dar os passos em direção ao impeachment”, afirmou.

Ao participar do mesmo evento, a pré-candidata Elizabeth Warren disse que a Rússia interferiu nas eleições e Trump gostou disso, separando uma equipe em seu comitê de campanha para usar as informações russas, além de ter agido contra as investigações de Mueller desde o começo. “Se qualquer outro ser humano neste país tivesse feito o que está documentado no relatório Mueller, eles seriam presos e colocados na cadeia”.

O pré-candidato Bernie Sander, por sua vez, disse que tem que haver uma investigação séria sobre as ações do presidente. “No fim do dia, o mais importante para mim é que Donald Trump não seja reeleito”, afirmou, acrescentando que se o Congresso só falar sobre Trump e o relatório de Mueller, ao invés de discutir questões que preocupam os norte-americanos comuns, isso pode dar vantagem a Trump.

Segundo o relatório de Mueller, divulgado na quinta-feira passada, a investigação não estabeleceu que membros da campanha de Trump conspiraram ou fizeram conluio com o governo russo para interferir nas eleições dos Estados Unidos, e também não estabeleceu que Trump obstruiu a Justiça. O relatório, porém, deixou claro que houve interferência da Rússia nas eleições presidenciais norte-americanas.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com