PMI de serviços da China sobe a 54,5 pontos em abril, diz Caixin

Por Cristiana Euclydes e Carolina Pulice

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços da China subiu para 54,5 pontos em abril, de 54,4 pontos em março, de acordo com dados do instituto de pesquisas IHS Markit e do grupo de mídia Caixin.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que agrega dados sobre a atividade dos setores industrial e de serviços, caiu para 52,7 pontos em abril, de 52,9 pontos em março.

O aumento da atividade de serviços foi apoiado por um forte aumento no setor, apesar de uma desaceleração no crescimento dos pedidos. Além disso, a quantidade de trabalho de novas exportações recebidas pelas companhias de serviço cresceu ao ritmo mais acentuado desde o início da série, no final de 2014.

Para o diretor de análise macroeconômica do China General Services PMI, Zhengsheng Zhong, a economia da China permaneceu resiliente em abril. “No entanto, a pressão sobre os custos no setor de serviços permaneceram relativamente altas, limitando o potencial de crescimento do lucro das companhias”, afirmou.

Zhong disse ainda que a confiança nos negócios não se recuperou, fazendo com que os participantes do mercado devam continuar pacientes e esperar pela estabilização do mercado. “Esperamos que os legisladores restrinjam um pouco mais as políticas anticíclicas e se concentrem em mais políticas estruturais e sistemáticas”, pontuou.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com