PIB do Brasil vai crescer 1,1% neste ano, diz economista-chefe do Bradesco

28/08/2018 17:10:56

Por: Camila de Lira / Agência CMA

São Paulo – O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil deverá crescer 1,1% em 2018, indicando que a economia do país atingiu um ponto de inflexão apesar da incerteza com as eleições e dos efeitos da greve dos caminhoneiros, apontou o economista-chefe do Bradesco, Fernando Honorato.

Honorato aponta que o baixo deficiência de contas externas do Brasil, bem como a inflação ainda baixa do país – que deve chegar ao final de 2018 em 4,11% – abre espaço para que o país consiga passar pelo momento de volatilidade do dólar sem precisar aumentar a taxa básica de juros.

“Este é o primeiro episódio de desvalorização cambial em que não teremos que subir a taxa de juros, isso limita que o risco final seja aumentado”, falou Honorato. O economista aposta em Selic (taxa básica de juros) em 6,5% ao ano em 2018, ou seja, inalterada.

Para o ex-presidente e atual presidente do conselho do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, o banco já vê uma inflexão da economia em 2018 e aposta na vitória de um candidato reformista nas eleições presidenciais. “Pós eleições, nossa crença é de que teremos um Brasil mais reformista, mas agregador e com liderança inspiradora”, afirmou Trabuco.

Edição: Eduardo Puccioni (e.puccioni@cma.com.br)

Deixar um comentário