Petrobras reduz preço do gás de cozinha

Por Allan Ravagnani

Petrobras
Foto: Divulgação/Petrobras

São Paulo – A diretoria executiva da Petrobras aprovou a revisão da política de preços do Gás (GLP de uso residencial), vendido para envase em botijões de até 13 kg, incluindo botijões de menor capacidade como, por exemplo, de 5 kg e 8 kg que já atendem à demanda por menores volumes.

Os preços praticados passarão a adotar como referência o preço de paridade de importação (PPI), similar ao do GLP industrial/comercial, que inclui o preço do GLP no mercado internacional (Golfo do México, por exemplo) acrescido dos custos do frete marítimo, despesas internas de transporte, e uma margem para remuneração dos riscos inerentes à operação.

Ainda segundo a companhia, os preços do GLP foram reduzidos ontem. O gás de uso industrial foi para R$ 1.950,8/ton, redução média de 13,4%, e o P13 passa a custar R$ 1.850,8/ton, queda de 8,2%.

Na nova política de preços de GLP os reajustes passam a ser realizados sem periodicidade definida, de acordo com as condições de mercado e da análise dos ambientes interno e externo.

Com essas alterações fica extinto o mecanismo de compensação previsto na política divulgada em 18/01/2018 para o preço do GLP envasado de até 13 kg que considerava a média móvel de cotações dos últimos 12 meses.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com