Petrobras eleva preço do diesel em 4,84%

Por Eduardo Puccioni

São Paulo – A Petrobras decidiu elevar os preços do diesel em 4,84% a partir de hoje, um ajuste menor que o de 5,7% anunciado na semana passada, mas posteriormente revogado pela companhia em função de questionamentos vindos do presidente Jair Bolsonaro.

“O reajuste levou em consideração os mecanismos de proteção, através dos derivativos financeiros, e as variações de demais parcelas que compõem o Preço Paridade Internacional (PPI) com destaque para redução recente do frete marítimo”, afirmou o comunicado publicado pela companhia na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, negou ontem ter sofrido interferência para que o reajuste nos preços do diesel na semana passada fosse suspenso, desmentindo a notícia de que o presidente Jair Bolsonaro vetou o aumento.

“O presidente Bolsonaro não me pediu nada, ele me alertou para os risco de uma greve dos caminhoneiros. Ele estava de olho nesse movimento [de greve] e me alertou para os riscos. Faz parte da minha responsabilidade, além do resultado financeiro, medir os riscos para a economia. O governo é liberal e é contra a interferência na empresa”, afirmou Castello Branco em entrevista coletiva.

Castello Branco disse inicialmente que não haveria periodicidade para o reajuste no preço do diesel, mas depois afirmou que deve adotar a política de reajuste quinzenal, sem deixar claro se essa será mesmo a política da companhia. “Sou contra o reajuste diário do preço do diesel”, disse ele.

“Ninguém pergunta para o presidente da Ambev quando ele vai aumentar o preço da cerveja”, afirmou Castello Branco.

Este texto foi alterado às 10h31 de 18 de abril de 2019 para corrigir a variação no preço do diesel, que havia sido reportada erroneamente como sendo de 4,65%.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com