PDT suspende deputados favoráveis a reforma da Previdência

Por Álvaro Viana

Brasília – A executiva nacional do PDT decidiu instaurar processo disciplinar aos oito deputados federais que votaram em dissonância à decisão do partido, contrário à reforma da Previdência, durante o primeiro turno da votação. Os parlamentares também tiveram suas representações partidárias suspensas. O partido fechou questão contra a reforma em março deste ano.

O partido também definiu que filiados que façam parte de grupos de financiamento externo não receberão legenda do PDT para disputar eleições. A jornalistas, o presidente nacional do partido, Carlos Lupi, deu a entender que o partido pode suspender as punições caso os deputados venham a votar segundo a legenda no segundo turno. O texto da reforma deve ser pautado novamente em 6 de agosto, após o recesso parlamentar.

“Todos tiveram todas as instâncias partidárias para discutir, apresentar propostas. E somente no dia da votação, depois de meses de discussões internas, os parlamentares se posicionaram a favor desta covardia contra os trabalhadores brasileiros. Mas é importante lembrar também que ainda terá uma segunda votação na Câmara, em agosto. O ser humano vive da evolução. E acho que todos podem evoluir durante esse processo”, afirmou Lupi.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com