País ameaça impor tarifas de US$ 11 bi a produtos da UE

São Paulo – O Escritório de Representação Comercial dos Estados Unidos propôs a introdução de tarifas adicionais à importação de US$ 11 bilhões em produtos da União Europeia (UE), em resposta aos efeitos adversos na economia norte-americana dos subsídios oferecidos pelo bloco europeu à fabricante de aeronaves Airbus.

A lista preliminar de itens que receberão taxas extras inclui uma ampla variedade de produtos europeus, desde aeronaves comerciais de grande porte até alimentos e bebidas. De acordo com o comunicado, o montante está sujeito a uma arbitragem na Organização Mundial do Comércio (OMC), cujo resultado deverá ser emitido em meados desde ano. 

Os Estados Unidos entraram com um processo na OMC contra as práticas de subsídios da UE à Airbus em 2004. A organização afirmou, em 2011, que a ajuda europeia somou US$ 18 bilhões de 1968 a 2006, e permitiu à fabricante lançar modelos de grandes aeronaves civis, levando a norte-americana Boeing a perder a venda de mais de 300 aeronaves, além de participação no mercado global.

Segundo o Escritório de Representação Comercial, a UE retirou dois subsídios menores, mas deixou a maioria inalterada. “Este caso está em litígio há 14 anos e chegou a hora da ação. A administração está se preparando para responder imediatamente quando a OMC emitir sua conclusão sobre o valor das contramedidas dos Estados Unidos”, disse o representante comercial dos Estados Unidos, Robert Lighthizer.

A lei usada pelo governo norte-americano para justificar as tarifas à União Europeia é a mesma adotada para a imposição de tarifas à US$ 250 bilhões em produtos importados da China, com a diferença de que as sobretaxas aos europeus seriam em resposta a uma decisão da OMC favorável aos Estados Unidos.

Cristiana Euclydes / Agência CMA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com