Ouça o Agência CMA Podcast de 26 de julho

Para ouvir o Podcast, clique no botão logo acima. Se preferir a versão em texto, a transcrição está logo abaixo. Tem sugestões, reclamações, críticas ou elogios? Envie um e-mail para [email protected].

Olá ouvinte do Agência CMA Podcast. Eu sou Flávya Pereira, repórter de mercados da agência, e este é o resumo da semana.

A semana foi marcada pela expectativa de anúncio por parte do governo federal de medidas relacionadas ao FGTS, que acabou deixando os mercados brasileiros de lado até o anúncio.

Na quarta-feira, enfim, veio o anúncio. O governo liberou 42 milhões de reais para saques de contas inativas e ativas do FGTS e para o PIS/ Pasep para este e o próximo ano. Ao todo, serão injetados 30 milhões de reais na economia neste ano e 12 milhões de reais em 2020. O limite máximo de saques está limitado a 500 reais.

O início da temporada de balanços no Brasil também chamou a atenção dos mercados, com destaque para os números de Santander, Bradesco e Ambev.

No âmbito internacional, o destaque ficou por conta da eleição de Boris Johnson como primeiro-ministro britânico, que tem a missão de resolver a situação envolvendo o Brexit.

Outro fato que mexeu fortemente nos mercados foi a decisão do Banco Central Europeu que manteve a taxa básica de juros em zero. O presidente da instituição, Mario Draghi, disse que as perspectivas da região estão cada vez piores, azedando ainda mais os mercados brasileiros.

Além disso, navios iranianos atracados no Porto de Paranaguá também foi motivo de discórdia entre Brasil e Irã, que ameaçou retaliar o país caso a Petrobras não os abasteça. Ontem, porém, o presidente do STF, Dias Toffoli, determinou que a estatal abasteça os navios gerando ainda ruídos sobre o tema.

Na próxima semana, no Brasil, o evento mais relevante é a decisão do Comitê de Política Monetária sobre a taxa básica de juros, a Selic, no dia 31. A maioria dos analistas consultados pela Agência CMA acreditam num corte da taxa.

No âmbito político, o Congresso segue em recesso e a expectativa é pelos movimentos do governo para tentar reanimar a economia, assim como fez com o anúncio do FGTS.  

Outro fato para se atentar é que a partir da semana que vem a divulgação de balanços começa a ser intensificada.

Internacionalmente, o destaque fica por conta de decisões de políticas monetárias de bancos centrais, com destaque para o banco central norte-americano, que pode cortar a taxa em 0,25 ponto percentual.

Além disso, os Estados Unidos e a China começam as negociações presenciais para resolver o impasse relacionado ao comércio entre os países. Esse é o primeiro encontro desde o G-20.

Com isso eu encerro o nosso boletim semanal. Boa semana, bons negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com