Oposição no Reino Unido abandona negociação sobre Brexit

Por Carolina Pulice

FreeImages.com/Matt Lenon

São Paulo – O líder da oposição ao governo do Reino Unido, Jeremy Corbyn, enviou uma carta à primeira-ministra Theresa May, anunciando sua saída das negociações para um novo acordo para o Brexit processo de separação com a União Europeia (UE) -, semanas antes de o acordo ser apresentado ao parlamento.

“Escrevo esta carta para te dizer que eu acredito que as conversas sobre o acordo foram o mais longe que poderia ir”, afirma Corbyn no início da carta.

“As conversas foram conduzidas em boa fé, mas há algumas áreas em que um compromisso é impossível, e fomos incapazes de remover lacunas políticas entre nós”, complementa.

A carta foi enviada após seis semanas de negociações entre o partido de oposição e o governo britânico, que tinham como objetivo estabelecer um novo acordo de saída do Brexit, que seria apresentado ao parlamento. Nesta semana, o governo tinha anunciado que o texto vai ser levado à Câmara dos Comuns na semana do dia 3 de junho.

No entanto, não se sabe qual será o acordo apresentado, uma vez que a oposição se retirou das negociações. Segundo ele, a falta de apoio do governo a May e a certeza da saída da primeira-ministra da liderança de seu partido minaram as negociações. Além disso, Corbyn deixou claro que fará oposição ao acordo do governo, uma vez que o partido Trabalhista “não acredita que ele protege os empregos, padrões de vida e a indústria manufatureira do país”.

“Depois de seis semanas de negociações, só é certo que o governo agora deseja testar a vontade do parlamento, e nós vamos considerar cuidadosamente qualquer proposta que o governo deseje levar para a saída do Brexit”, pontuou.