ONU deveria reconhecer Guaidó como representante do país, diz Pence

Autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó. Foto: Wikimedia Commons

São Paulo – O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, disse, durante seu discurso ao Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), que estava na hora de os países membros reconhecerem o autoproclamado presidente interino, Juan Guaidó, como representante legítimo do país.

Se dirigindo ao embaixador representante da Venezuela na ONU, Samuel Moncada, Pence disse ainda que ele não deveria estar lá. “Com todo respeito, o senhor deveria voltar para a Venezuela e dizer para Nicolás Maduro que seu tempo acabou”, disse.

O Conselho de Segurança da Organização da ONU se reúne nesta tarde para discutir a situação da Venezuela, em meio a um conflito de opiniões sobre a causa da crise humanitária do país.

Segundo o subsecretário-geral da ONU para questões humanitárias, Mark Lowcock, afirmou que sete milhões de pessoas precisam de assistência humanitária, o equivalente a 35% da população. Além disso, ele afirmou que é necessário o apoio de todos os participantes do Conselho de Segurança para responder com consistência a crise humanitária que se passa no país.

Para o embaixador representante venezuelano, existe de fato uma crise humanitária no país, mas que foi causada pela política de sanções imposta pelos Estados Unidos. “O que vemos é o total colapso da economia da Venezuela. E os fins não justificam os meios”, disse em seu discurso.

Além dele, o representante da Rússia na ONU, Vasili Nebenzia, afirmou que os Estados Unidos criaram uma crise artificial na Venezuela para provocar a mudança de regime no país. “O país não é uma ameaça para a segurança mundial, enquanto os atores externos ameaçam diretamente a paz e a segurança da nação”, afirmou.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com